Archive for outubro, 2007

Planeta Bebê – Mundo de Informação

bebe Nos acompanhando desde antes da confirmação da gravidez, o site Planeta Bebê é hoje uma referência do casal.

Apesar do visual poluído (que a princípio até causa um certo estranhamento) a quantidade de informações ali disponíveis é um verdadeiro mapa para pais e mães de primeira viagem.

Do ciclo menstrual à ovulação, da gravidez à amamentação, tá tudo ali, explicadinho, cheio de dicas!

E o mais legal é que, durante a gravidez, é possível acompanhar semana-a-semana a evolução do bebê, com fotos, detalhes, animações em flash…

E as dicas não se resumem apenas ao bebê. Ali estão também dicas importantíssimas para as mamães.

Vejamos nós, na quinta semana:

Mamãe

Aproximadamente na metade desta semana, seus seios começarão a ficar doloridos e a ganhar volume, e provavelmente surgirá um pouco de cansaço, alterações de humor e uma freqüente vontade de urinar.

(…)

O 1º trimestre de gestação é o período mais crítico da formação do seu bebê. Portanto, se você não evitou as drogas, o fumo e o álcool até este momento, comece agora, pois estas substâncias são prejudiciais a ele.

Bebê

O “ovo” entrou em seu útero ainda em fase de multiplicação das células e vai a busca de um lugar para se fixar. Durante a fixação, o “ovo”, por ser um tecido estranho ao seu organismo, já que contêm componentes celulares do papai, poderia ser eliminado. Mas esta rejeição é impedida pelo próprio “ovo”, que produz substâncias especiais que atuam sobre o seu sistema imunológico. Durante a fixação, as células ainda em multiplicação de dividem em dois grupos – um vai formar o bebê e o outro a placenta.

(…)

A partir de agora você já pode se considerar mamãe e neste exato momento, seu bebê está medindo mais ou menos 0,2 mm.

No final desta semana, o cordão umbilical estará completamente funcional, a placenta, fonte de alimento do seu bebê até o nascimento, estará se formando e o pequenino terá aproximadamente de 0,4 a 0,6 mm de comprimento.

E muito, muito mais.

Enfim, se você está à procura de informações não só a respeito da gravidez, mas em como ficar gravida e o que fazer depois que seu lagostim já estiver garantido, esse é o lugar certo!

31 outubro, 2007 at 6:12 pm Deixe um comentário

Manual do Homem para Sobreviver à Gravidez – Minha Opinião

manual_do_homem_bxComo vocês já devem ter visto no post anterior ganhei, junto com um bebê, um livro, uma lagosta de pelúcia e um par de chuteiras, mas imagino que esses dois últimos não são exatamente para mim. Por isso vou escrever sobre o que pude experimentar.

Como uma das poucas coisas que sei é que filhos não vêem com manual de instruções, pretendo me jogar nos livros pra ver se aprendo qualquer coisa.

E, com um título desses, não pude deixar de lê-lo. Afinal, antes de saber conviver com o bebê que está para chegar, preciso sobreviver aos 9 meses que transformarão minha mulher em… bem… ainda não sei o quê.

Escrito pelo humorista Michael Crider (MySpace aqui), o livro retrata com bastante irreverência e bom-humor o ponto de vista de um pai que não esperava ser pai, e passa a conviver com as mudanças que a situação acarreta.

Uma dos trechos que me arrancaram gargalhadas (e que reproduzo aqui sem qualquer tipo de autorização) é o que cita seus 5 exemplos de como descobrir que sua eleita está em trabalho de parto:

Bem, existem vários sinais extremamente reveladores de que sua eleita se encontra, sem sombra de dúvida, em trabalho de parto. Você pode notar mesmo as alterações mais suaves no comportamento dela, tais como:

1. Urros incontroláveis.
2. Choro.
3. Palavrões que fariam um torcedor de futebol corar.
4. A capacidade de retorcer os metais da cama só com as mãos.
5. O fato de que ela puxou todos os lençóis da cama só com o bumbum, onde eles se encontram alojados neste momento.

O livro é dividido em 5 partes e aborda desde o recebimento da notícia (Parte 1), os 3 trimestres da gravidez (Partes 2 a 4) até a chegada do bebê em casa e seu primeiro ano (Parte 5).

De fácil leitura, com capítulos curtos e muito bom-humor, o livro é (pelo menos pra mim foi) um ótimo primeiro passo para este mundo louco onde estou me metendo. Eu recomendo!

O livro é publicado no Brasil pela Editora Gente, a qual não tem nada a ver com este post ou blog.

28 outubro, 2007 at 1:36 pm Deixe um comentário

Tem surpresa no pacotinho!

O dia havia sido uma correria só…

Era dia de apresentar meu primeiro projeto no curso que havia iniciado, ou seja, estava sem dormir há cerca de 3 dias (0k, na verdade dormi, mas foram apenas 9 horas somando essas 3 noites… Acho que dizer que dormi não reflete exatamente o que aconteceu.)

Enfim, o fato foi que cheguei em casa tarde, a apresentação havia sido um sucesso e, pra comemorar, fizemos um pitstop num bar ali perto da faculdade pra uma cervejinha.

Quando liguei para avisar que me atrasaria um pouco minha mulher já adiantou: “Tá bom, mas venha logo porque chegou um pacote aqui, em seu nome.”

Como você já deve imaginar cheguei em casa a mil por hora, cansado mas animado que tudo havia dado certo, levemente embriagado e ansioso para contar à ela tudo o que havia acontecido. O pacote? Que pacote? Claro que já havia me esquecido completamente desse assunto.

Depois de contar e recontar todas as novidades (que minha mulher ouviu pacientemente) e com a minha euforia já dando lugar ao cansaço, fui relembrado: “E aí?! Não vai ver o que tem na caixa?”

“Que caixa? Ah… aquela caixa… Vou buscar!”

Voltei com uma caixa, totalmente envolvida com papel pardo, com meu nome e endereço impressos em uma etiqueta. O que havia chegado pelo Correio?

Abri um pouco desconfiado, exagerando nos cuidados, brincando que poderia ser uma bomba e, para minha surpresa, estava totalmente certo. Era realmente uma bomba!

Dentro da caixa encontrei, em ordem de identificação:

Sim… Eu vou ser pai!!!

E de repente, tudo aquilo que todo mundo descreve quando recebe esta notícia estava acontecendo comigo. Uma alegria incrível. O peso da responsabilidade. A realização. A vontade de chorar. O medo de não ser capaz.

Que cansaço, que bebedeira, que curso que nada.

Abracei minha mulher, que me encarava, sorrindo e com lágrimas nos olhos. E foi entre lágrimas e soluços que, ali abraçados, percebíamos como nossa vida acabava der mudar, para sempre!

*ficou curioso do porque a lagosta de pelúcia? Confira essa foto do Planeta Bebê e me diga: É um embrião ou um lagostim?

18 outubro, 2007 at 11:46 pm 3 comentários

Sem óvulo não há fecundação. Sem espermatozóide, também não…

broxaDiferente do homem que nunca broxou (ah, tem este também), eu não posso me gabar disso não.

E a fatídica noite aconteceu justamente no dia do jogo do Tricolor pela Libertadores (sem piadas quanto a bambis, ok?!).

Já é de se imaginar a situação: minha mulher, no período fértil (ou que pelo menos ela achava estar, já que foi antes do tratamento), servindo um delicioso jantarzinho e eu comendo com vontade, mas já com a cabeça no jogo e louco pra novela acabar.

O fato é que o jantar terminou antes da novela, e o fanfarrão aqui, querendo unir o agradável ao ainda mais agradável, já quis ir logo resolvendo as coisas na esperança de ter a noite perfeita.

Resumindo: um jantar delicioso, uma folia com a minha mulher e uma vitória tricolor. Quem poderia querer mais?

Só não contava que esta pequena soma de fatores pudesse agir como uma verdadeira bola de neve vasoconstritora dentro do meu organismo, que interpretou a sentença acima como:

Comi pra caramba, agora “só” preciso garantir que os espermatozóides sejam encaminhados e aguardar ansiosamente por um jogo tenso.

Ou seja, juntando a barriga cheia mais a pressão psicológica em cumprir com o meu dever e ainda a tensão e a ansiedade de um jogo importante, já deu pra notar que o resultado não poderia ter sido pior.

A sorte é que o período fértil não dura apenas um dia e também não estávamos diante de um caso para o Doutor Emílio Sebe Filho, ou seja, no dia seguinte tudo estava como antes.

Mas a partir deste dia pelo menos uma providência foi tomada: meu amor, eu sei o quanto é importante, mas por favor não me fale mais nesse tal de dia fértil!

O jogo? Sei lá…

Você realmente acha que assisti ao jogo depois do ocorrido?

3 outubro, 2007 at 7:33 pm Deixe um comentário

Cadê o Óvulo?

Egg Mood LampDurante um bom tempo tentamos engravidar, até descobrir que, por influência de seu ovário policístico, minha esposa não vinha ovulando regularmente. E, como imagino que todos saibam, se não há óvulo não há fecundação.

Iniciamos então um tratamento de fertilidade, primeiro no consultório do Dr. José Bento, e depois na clínica do Dr. Izzo, o “Centro de Investigação em Reprodução Humana”.

O tratamento não é barato e a troca de médico reflete justamente esta situação.
Apesar de sabermos da capacidade do Dr. José Bento, que continua sendo o médico (e agora obstetra) da minha mulher, optamos por recorrer a um especialista para ter a certeza de que estaríamos colocando nossas reservas na melhor opção possível.

Após uma bateria de exames e a confirmação de que o ovário policístico e o desequilíbrio hormonal decorrente eram os causadores da “não-ovulação”, foi iniciado um tratamento de reposição hormonal – leigamente falando.

Nunca fui médico, nem enfermeiro, muito menos veterinário, mas em pouco tempo estava aplicando, dia sim dia não, injeções de um hormônio de nome estranho (e de muitos dígitos na etiqueta) na barriga da minha mulher.

Sei que, após muitas injeções e visitas ao médico quase que diárias ao se aproximar da época da ovulação, as coisas começaram a funcionar, o tal do folículo começou a crescer, e minha mulher estava pronta para engravidar.

Faltava apenas um detalhe: o pai…

2 outubro, 2007 at 10:00 pm 2 comentários

Primeiro Post

Pra ser um marinheiro de primeira viagem, é preciso um primeiro motivo, nesse caso, um primeiro post.

Minha idéia com esse blog é retratar as aventuras, descobertas e aprendizados que a gravidez está me trazendo, e todas as dificuldades típicas de quem está entrando em um mundo novo.

Também aproveitarei pra dividir e indicar e (porque não?) gongar, produtos, presentes, lojas e o que mais passar pela minha frente por esse tempo, e assim procurar a ajudar quem está passando pela mesma situação.

Alguns dos posts serão escritos de maneira retroativa, já que iniciamos há pouco o terceiro mês da gravidez, mas não menos divertidos ou emocionantes.

Espero que gostem!

1 outubro, 2007 at 10:00 pm 1 comentário


Lista de Enxoval

Faça o download de uma lista de enxoval para pais que não sabem o que comprar e muito menos por onde começar, clicando no formato preferido:


googledocs

excel_icon

PDF-icon